09/10/2019 - 00h09

Caixa reduz juros do financiamento imobiliário para até 7,5%

O Estado de S. Paulo
 
Novas taxas passam a valer no dia 14 de outubro; seguindo a Selic, a taxa básica de juros, que está em seu nível mais baixo, bancos privados também anunciaram recentemente cortes nos juros para compra de imóvel
 
A Caixa Econômica Federal informou nesta terça-feira, 8, que reduziu em até 1 ponto porcentual as taxas de juros para financiamentos imobiliários com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo. A menor taxa de juros cobrada pela Caixa passará de 8,50% mais a Taxa Referencial (TR) para 7,50% mais a TR. A maior taxa irá de 9,75% mais a TR para 9,50% mais a TR. O Estado antecipou que o banco ia cortar suas taxas, depois de ações semelhantes feitas pelos concorrentes.
 
De acordo com o banco, as novas taxas passam a valer na segunda-feira, 14. O corte de juros valerá para créditos com saldo devedor atualizado pela TR no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI).
 
O corte de juros surge na esteira das reduções mais recentes da Selic, a taxa básica de juros da economia, atualmente em 5,50% ao ano, menor nível da história. Com a Selic mais baixa, várias instituições financeiras anunciaram recentemente cortes em suas taxas para o crédito imobiliário.
 
Bradesco anunciou taxa mínima de TR + 7,30% ao ano. O Itaú  fixou sua taxa mínima em TR + 7,45% e o Santander, TR + 7,99%.
 
 
A redução anunciada pela Caixa não abarca os contratos, lançados recentemente pelo banco, que são indexados ao IPCA - o índice oficial de inflação. Nesses contratos, as taxas de juros variam de 2,95% mais o IPCA a 4,95% mais o IPCA.
 
O presidente da Caixa, Pedro Guimarães, afirmou que, caso o Banco Central siga reduzindo a Selic, a instituição continuará a também cortar os juros do crédito imobiliário.
 
« Voltar