08/02/2018 - 01h25

Aluguel de imóveis para o carnaval pode sair barato no litoral de SP

A Tribuna On-line
 
No litoral sul é possível encontrar casas com diárias de R$ 89 para um grupo grande de pessoas.
 
Os foliões que desejam curtir o carnaval nas praias do litoral de São Paulo podem gastar pouco com hospedagem. A melhor opção para quem não quer desembolsar muito e vai viajar com a galera é alugar casas ou apartamentos grandes no litoral sul ou central, como nas cidades de Peruíbe e Praia Grande.
 
A pesquisa do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo (CreciSP) foi feita com 32 imobiliárias de 11 cidades do litoral de São Paulo (Caraguatatuba, Ubatuba, Ilhabela, São Sebastião, Santos, São Vicente, Guarujá, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe) considerando o aluguel entre os dias 10 e 13 de fevereiro. Estavam em oferta 22 tipos de imóveis, casas e apartamentos, de quitinetes aos de quatro dormitórios.
 
Os imóveis com aluguel mais barato estão em Guarujá e Santos (litoral central), Itanhaém e Peruíbe (litoral sul). Casas de um dormitório no litoral central e apartamentos também de um dormitório no litoral sul estão com diárias a R$ 225, em média.
 
No litoral central estão também os imóveis de dois dormitórios com diárias mais baratas. Casas saem por R$ 476 e apartamentos por R$ 466. Para imóveis de três dormitórios, a melhor opção são as casas no litoral sul que saem, em média, a R$ 687 por dia e apartamentos a R$ 600.
 
Para quem vai viajar com um grupo grande, uma opção é dividir o custo diário de locação desses imóveis de quatro dormitórios por 12 pessoas, número usualmente aceito pelos proprietários. Por apenas R$ 89 por dia (total de R$ 1.068) é possível hospedar-se, em família ou grupo, em casas confortáveis em Peruíbe ou Praia Grande, por exemplo.
 
Com cerca de R$ 140 por dia, também é possível encontrar apartamentos em Guarujá ou em Ubatuba ou em Ilhabela e, nas mesmas cidades, uma casa com quatro quartos para 12 pessoas pode sair entre R$ 141 e R$ 147 por dia para cada uma.
 
O aluguel diário que mais aumentou foi o de apartamentos de um dormitório em cidades do litoral central, como Guarujá, que subiu 55,31% a média diária, de R$ 235 para R$ 365. O aluguel diário que ficou mais barato foi na mesma localização, mas de casas de dois dormitórios, que passaram de R$ 1.000 diários por R$ 476, ou seja, 52,4% a menos.
 
Uma dica é não deixar para alugar na última hora, para não perder eventuais descontos, pagar mais ou perder os melhores imóveis em oferta. Além disso, para não cair em golpes, o Creci-SP recomenda que se alugue imóveis de conhecidos, ou de quem se tenha referências seguras e, ainda, que se contrate a locação em imobiliárias credenciadas no Creci.
 
« Voltar